Telefone: (51) 3062-3210 / (51) 99334-0620 | Email: pedidos@cooperbufalo.com.br

SOBRE

Quem somos
Cadeia produtiva do búfalo

COOPERBÚFALO

A Cooperbúfalo visa organizar a cadeia produtiva do búfalo, atuando na produção, transporte, armazenagem, beneficiamento e comercialização de produtos bubalinos, além de congregar pecuaristas e desenvolver serviços associados.

São comercializados duas linhas de produtos: os queijos e o hambúrguer de búfalo. Nossos produtos são sem aditivos e oferecemos o queijo nos formatos bola, bolinhas, manta e barra. O Búfalo Burguer é feito 100% com carne de búfalo.

Nossa história

Após a fundação da Associação Sulina de Criadores de Búfalos (ASCRIBU) em 1978, houve uma maior preocupação em reunir os criadores de búfalos gaúchos para trocar informações e experiências. Ao difundir o animal e procurar novos criadores, começou a se falar em criar uma cooperativa que reunisse diversos interessados em promover a carne e o queijo.

Nos anos 90, a vontade de produzir queijos de búfala, especialmente a mozzarela, aumentou. Visitando países como a Itália e trocando ideias com criadores de São Paulo fomentaram essa ideia. Nas discussões sobre o assunto, a figura de Faustino Bordignon sempre surgia, visto sua experiência com cooperativismo e por afirmar que o único caminho para atender o mercado seria uma cooperativa de criadores de búfalos.

Quando assumiu a presidência da ASCRIBU em 1998, Bordignon teve a missão de fundar a Cooperativa dos Criadores de Búfalos do Rio Grande do Sul - a Cooperbúfalo. O mercado não era explorado comercialmente no estado e os rebanhos eram pequenos. A logística para fazer a cooperativa funcionar foi uma dificuldade inicial. Os interessados em compor o grupo inicial de fundadores eram poucos, e o que mais necessitavam era uma união que oferecesse produtos ao mercado com regularidade e qualidade.

Mesmo com poucos envolvidos, a Cooperbúfalo conseguiu conquistar seu espaço no território gaúcho. Para unir os produtores através da cooperativa, Erizolei Silva propôs produzir a mozzarella no Rio Grande do Sul, se inspirando em laticínios visitados na Itália.

O pequeno grupo inicial de interessados na produção de leite e queijo começou a se mobilizar. Dentre as ideias, estava construir um pequeno laticínio em Guaíba. Entretanto, ao colocar os custos e escala de produção no papel, foi possível ver tudo com mais clareza. Assim, decidiram fazer uma proposta ao Laticínio Kronhardt, de Glorinha: 2 dias do laticínio seriam dedicados aos produtos de búfalos.

A produção dos queijos e mozzarella Cooperbúfalo começou assim, apesar de ter pouca produção e uma logística ruim, onde os próprios produtores levavam o leite até o Laticínio. Com parcerias sendo firmadas, a cooperativa começou a crescer. As dificuldades foram sendo solucionadas e, como resultado, temos uma parceria de mais de 20 anos com o Laticínio Kronhardt e a venda de produtos nos supermercados da Rede Zaffari.

Hoje, a Cooperbúfalo está com mais de 20 anos e conta com diversos colaboradores que ajudam a cooperativa a crescer cada dia mais. Toda essa trajetória e experiência transformaram a Cooperbúfalo em referência nacional e de outros países da América, mostrando como o cooperativismo é uma solução para ofertar os produtos derivados de búfalos ao mercado consumidor.

As raças e a produção de leite

Os búfalos são animais com boas características produtivas para leite, carne e derivados. No Rio Grande do Sul, três raças de búfalo podem ser encontradas: Mediterrâneo, Murrah e Jafarabadi.

A raça Murrah, originária da Índia, é a mais numerosa no Brasil e tem como característica seus chifres encaracolados e escuros. As búfalas são excelentes leiteiras, muito procuradas na produção de mozzarella. A produção leiteira pode chegar a 1650 litros em 305 dias.

Os búfalos Mediterrâneos (ou búfalo-de-rio) se diferenciam por ter os chifres voltados para trás. Desenvolvidos para a produção de leite, o peso pode chegar a 800 kg. Tem excelente aptidão para o leite e para cortes, o que a torna a segunda raça mais numerosa no Brasil.

Com chifres pesados e longos que se espiralam, a raça Jafarabadi é a maior em tamanho, pesando até 1.500 kg. São aptos a produzir leite e, no Brasil, se destacam por produzir muita carne se bem manejados e alimentados. A produção leiteira pode chegar a 2.150 litros em 319 dias.